sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

Tu cativas-me!


Ser um número nas estatísticas.

Mostrar consideração pelo ser humano que se é.

Muitas vezes, as pessoas estão tão preocupadas em mostrar resultados na empresa onde trabalham, em cumprir prazos que lhe são exigidos, que nos esquecemos que lidamos com pessoas, que elas têm sentimentos.

Nos dias que correm, o que faz a diferença no nosso trabalho é a nossa humanidade. Será que gostávamos de ser tratados como um número? Então porque tratamos os outros como um número!?

Telefonar. Enviar um email ou uma carta. Perceber como o outro está. Como se sente. Saber se precisa de alguma coisa. Tentar perceber se o podemos ajudar nalguma coisa. Ouvir as histórias do outro. Passar tempo com a outra pessoa. Toca-la. Abraça-la.

Adoptar um avô que está num lar ou um neto que está numa casa de acolhimento ou um cão que está num canil. Ou visitar um doente num hospital ou um preso numa prisão.

Ser amigo. Ser irmão. Convidar o outro a fazer parte da nossa família. Alargar o nosso lar.

Pequenos nadas que podem fazer a diferença na vida da outra pessoa.

Tu cativas-me!!!

Autoria: Sandra Mendes

quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

Tempo de espera


Mais um ano que chega ao fim.
Mais uma etapa profissional chega ao fim.
Sentimento de missão cumprida. E agora?!

Fica a angústia, a dúvida e a ansiedade se haverá um amanhã, um novo ano, uma nova oportunidade profissional.
Fica um sabor agridoce de ter chegado ao fim.
Esta situação é boa pois não existe monotonia e rotina, mas também cohabita incerteza e insegurança na nossa vida. Nunca é possível fazer planos. A vida parece que tem outros planos, diferentes dos nossos. Há que deixar fluir.

Antes de abraçar novos projetos faz sentido parar um pouco para refletir, fazer um balanço, consolidar aprendizagens.
Ver os acontecimentos de outros ângulos, perspetivas.

Tempo de espera é um tempo de limpeza, de organização, de balanço e de cuidado.
Tempo de separar o trigo do joio.
Tempo de nos prepararmos para tempos de luta, de ação.
Tempo de preparar terreno para os tempos vindouros que se pretendem que sejam melhores e mais felizes que os tempos anteriores e antigos.
Tempo de esperança, de contar com, de aguardar.
Tempo de espera é tempo de trabalho e não de inércia ou de ficar sentado à espera de mudanças.
Tempo de transformação de nós próprios e não de continuar a ser mais do mesmo.

A espera, naturalmente, faz parte da vida humana. Esperamos o tempo certo para nascer, andar, falar, sorrir.

Em vez de fugir dos tempos de espera, aproveite cada momento, extraia o melhor que a vida nos pode oferecer.

O que fazer enquanto espera?
Existem muitas coisas boas e cheias de significado que nós podemos fazer durante este tempo!
Viajar. Meditar. Estudar. Fazer voluntariado. Arrumar a "casa". Cuidar de nós próprios. Cuidar da nossa família. Cuidar dos nossos amigos. Invista em si.

"Para tudo há uma ocasião e um tempo para cada propósito debaixo do céu. {Eclesiastes 3:1}.

Texto inspirados em textos disponíveis na internet

segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

Qual é o teu propósito de vida?


Qual é o teu propósito de vida? Que significado tem a tua vida? Que legado queres deixar nesta vida?

Para algumas pessoas é casar, ter um/a companheiro/a, filhos, netos. Enfim construir uma família.
Para outras pessoas é ter um emprego. Enfim seguir uma vocação, seguir uma profissão.
Para outras pessoas, essa vocação pode ser de natureza espiritual, conduzindo a pessoa a seguir uma vida como padre ou freira.
Para outras pessoas, essa vocação pode ser de natureza criativa, conduzindo a pessoa a criar arte, ser um artista.

E tu? O que te move?

Autoria: Sandra Mendes

sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

Amor, Tempo e Morte


AmorTempo e Morte...

3 coisas que ligam todos os humanos,
3 conceitos abstratos que comandam a vida de todas as pessoas.
Todos queremos amar e seremos amados.
Todos temos o tempo à nossa  disposição.
Todos morreremos um dia.
Com tempo, podemos conhecer o amor.
Um amor pode crescer com o tempo.
O tempo cura uma desilusão de amor.
O amor pode sobreviver à morte.
A morte põe um ponto final no tempo.

Aproveita o tempo para amar e ser amado, antes que a morte te bata à porta.

Autoria: Sandra Mendes

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Ficar ou partir


Um amigo verdadeiro é um companheiro de jornada. Partilhamos risos, emoções, experiências, momentos bem vividos com ele. Estamos lá para ele, para os bons e maus momentos. Ele está connosco nos momentos divertidos, mas também nos mais complicados, mais dolorosos. Esta amizade dá significado à nossa vida. Ele conhece os nossos defeitos e talentos, muitas vezes, melhor que nós próprios. Não é preciso falar, ele parece que advinha os nossos pensamentos ou os nossos sentimentos. Estamos em sintonia. A nossa amizade é uma bela melodia. O tempo passado com o nosso amigo é mágico.

Quando reencontramos um amigo verdadeiro e muito querido, após muitos anos de separação, parece que o tempo parou no tempo. O reencontro é vivido para colocar a conversa em dia e para dar aquele abraço. Apesar de separados, percebemos que continuamos a pensar da mesma maneira. Apesar de termos percorrido caminhos separados, percebemos que fizemos escolhas parecidas. E descobrimos ainda que o nosso amigo continua advinhar os nossos pensamentos e sentimentos. Continuamos em sintonia, isto é, parece que continuamos a tocar a mesma música. A nossa amizade sai reforçada deste reencontro.

Quando reencontramos um amigo verdadeiro e muito querido, após os nossos caminhos terem seguido rotas diferentes. O reencontro é vivido com estranheza. Aquela pessoa que outrora foi nosso amigo, cúmplice, companheiro, hoje parece-nos um estranho. Hoje somos diferentes, já não nos identificamos com aquela pessoa. O amigo já não advinha os nossos pensamentos e sentimentos, e isso deixa-nos desconfortáveis. Ao longo da nossa conversa, descobrimos que hoje somos pessoas muito diferentes um do outro do que fomos outrora, pois fizemos escolhas diferentes ao longo dos nossos caminhos. Parece que já não estamos em sintonia, isto é, hoje  tocamos músicas diferentes. Neste reencontro, a nossa amizade é posta em causa.

Apetece perguntar: ficamos ou partimos!?

Autoria: Sandra Mendes

domingo, 18 de dezembro de 2016

Amizades: pedras preciosas


Amigos... um recurso precioso e valioso. São as flores de um jardim que precisam de ser cuidadas regularmente. Muitas vezes, a amizade só é valorizada quando nos falta.

"Durante toda a minha vida, muitas pessoas passaram por mim, dia após dia. Mas somente algumas dessas pessoas, ficaram para sempre na minha memória. Essas pessoas são ditas amigas, e as levarei para sempre no meu coração.
Às vezes pelo simples fato de se terem cruzado no meu caminho, às vezes pelo simples fato de terem dito uma única palavra de conforto quando eu precisei. Às vezes por me  terem dado um minuto da sua atenção, e me terem ouvido falar das minhas angústias, medos, vitórias, derrotas...
Às vezes por terem confiado em mim, e me terem contado também os seus problemas, angústias, vitórias, derrotas. Isso é ser amigo: é ouvir, é confiar, é amar. E amigos de verdade ficam para sempre em nossos corações, assim como as pegadas na alma, que são eternas.
Assim como tu, meu amigo, que és muito especial e importante para mim. Eu adoro-te muito! A tua amizade para mim tem um valor enorme, e não há nada que eu te possa dizer de tão especial ou mais significativo do que a tua amizade é para mim."

Texto retirado da internet

quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

Expetativas


Expetativas... A velha questão.

Quando idealizamos a ideia de que uma situação deve decorrer de uma determinada forma ou de que uma pessoa deve agir de determinada forma.
E se as coisas não acontecem como esperavamos? Ficamos tristes, desiludidos, desgostosos, frustrados com os outros e com a vida.
Como lidar com a desilusão?
Não ter expetativas.
Apreciar as coisas simples da vida.
Deixar fluir as situações.
Deixar se surpreender com as dádivas da vida.
Agradecer todas as bençōes.

Autoria: Sandra Mendes

terça-feira, 13 de dezembro de 2016

Que futuro!?


Se faz favor, desejo frequentar um curso remunerado e que os professores não me chateiem muito.
Se faz favor, desejo ter um emprego que se ganhe bem, perto de casa, e que não se faça muito.
Se faz favor, desejo viver numa casa grande, bem situada, equipada de tecnologia.
Se faz favor, desejo ficar na cama até mais tarde, ouvir música em alto som.
Se faz favor, desejo ter um telemóvel, pc, tablet topo de gama.
Se faz favor, desejo ter roupa e calçado de marca.
Se faz favor, desejo ter namorado/a que faça tudo o quero.
Meu pai e minha mãe ainda não satisfazeram os meus desejos, porquê? Estão à espera de quê? Estou à espera! Senão me derem o que peço, bato-vos! Faço birra! Vou roubar e vocês passam uma grande  vergonha.
Ainda dizem que os jovens não têm objetivos nem valores. Claro que temos. Se calhar vocês tinham uma ideia diferente dos meus objetivos e valores.
Que futuro?
Por um futuro melhor... É importante transmitir conhecimentos mas também educar valores e  competências chave tais como: respeito, disciplina, capacidade de trabalho, resiliência, resistência à frustração, trabalho em grupo, consciência sobre o impacto das nossas ações.

Autoria: Sandra Mendes

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

Criar algo exige...


Criar algo exige...
conhecimento prévio sobre o tema,
planeamento sobre o processo de criação,
realização de testes e pro-testes,
tempo para obter resultados satisfatórios,
avaliação dos resultados.

Autoria: Sandra Mendes

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Segunda oportunidade


Passar por um acidente grave, por uma doença como cancro, por uma tragédia e sobreviver...
O que isso nos quer dizer?
Ter uma segunda oportunidade para estar com a nossa família, com os nossos amigos, para viver é uma honra. Devemos-nos sentir gratos pela segunda oportunidade.
Passar por uma situação destas faz-nos refletir. Este luto faz-nos  pensar na nossa vida…
Que podemos ser mais humanos, mais amorosos connosco próprios e com as outras pessoas.
Começamos a dar mais valor às coisas simples da vida: um sorriso, um abraço, uma mão amiga, um carinho, um beijo, um pôr-do-sol, um momento partilhado com uma pessoa querida, um momento de silêncio, um momento de calma e paz, ao tempo.
O tempo é o único recurso na vida que não é possível comprar nem vender, não é possível somar nem subtrair, é igual quer para ricos quer para pobres.
Queremos aproveitar o tempo com o que achamos importante. Porque a vida pode ir embora num instante.

Autoria: Sandra Mendes

Perseguir, seguir sem cessar


Perseguir.
Perseguir uma pessoa.
Seguir uma pessoa sem cessar.
Procurar uma pessoa a todo o instante, não respeitando o espaço do outro.
Procurar fazer mal ao outro, quer verbal quer fisicamente.
Ter um comportamento abusivo, ser agressivo ou violento, molestar ou fazer bullying é crime público.
Como lidar com uma pessoa perseguidora?
Proteja-se. Corte relações com essa pessoa. Siga a sua vida e procure visitar locais ou espaços diferentes de  antigamente. Conviva com outras pessoas. Mude.
Não dê valor a comentários maliciosos. Ignore. Seja paciente, gentil e tente não ser ingénuo.
Mesmo que não goste da pessoa, trate-a como qualquer outra da sua classe.
Caso precise, peça ajuda de outras pessoas ou ajuda especializada de polícias, psicólogos.
Cuide de si, do seu bem-estar físico e emocional. Coma alimentos nutritivos, faça exercícios, durma o suficiente e concentre-se em atividades que lhe dão prazer, para reduzir o stress.
Lembre-se de que não é responsável pelas ações do perseguidor.
Inspirado em textos da internet

domingo, 4 de dezembro de 2016

O que te move na vida?


Ter sede de viver, de conhecer novas pessoas, cidades e países. Querer viajar, descobrir novos mundos. Viver numa cidade nova todos os meses.
Ter sede de encontrar um lar, uma família, um emprego estável. Casar, ter filhos, netos, construir uma família. Viver com a mesma companheira, na mesma casa, cidade, até morrer.
O que te move na vida? Vives para quê? Que legado pretendes deixar após a tua morte? Imagina que hoje é o teu último dia de vida, como gostarias de ser lembrado?
Viver cada momento. Experimentar várias emoções. Rir, chorar. Ver coisas bonitas, cheirar novos odores, ouvir o silêncio, sentir emoções, Tocar a pele de outra pessoa.

Autoria: Sandra Mendes

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Cada um é como é


Cada um é como é!
Uma pessoa ser diferente é na maior parte das vezes rotulada como uma pessoa disfuncional, deficiente, estranha, bizarra.
Ser diferente devia ser valorizado pelas outras pessoas, pois pode ser evidência de talentos, dons, qualidades. A diferença torna-nos singulares, especiais, únicos. Marca-nos. Identifica-nos. Carateriza-nos.
Mas a diferença parece assustar mais do que despertar curiosidade. Na maioria dos casos, as pessoas têm medo do desconhecido, associam a diferença a algo negativo.
O medo induz comportamentos cheios de preconceito, negativos, bizarros. Leva a assumir comportamentos diferentes da norma.
E quanto mais medo temos da diferença do outro, mais nos tornamos pessoas diferentes. O feitiço volta-se contra o feiticeiro.
Quanto mais criticamos uma pessoa, sem nos apercebemos, estamos a atrair outras situações nas quais apresentamos os comportamentos criticados anteriormente.
Quanto mais fugimos de uma situação, sem nos darmos conta, estamos a atrair experiências idênticas para aprendermos as lições de vida, das quais teimamos  fugir.
Respeito. Tolerância.
Eu respeito as tuas escolhas.
Eu respeito que queiras ser diferente de mim.
Eu respeito que queiras ser igual a mim.
A escolha é tua. Tens livre arbítrio.
Eu posso não gostar da tua escolha.
Eu posso não concordar com a tua escolha.
Mas vou aceitar a tua escolha.
Mas vou respeitar a tua escolha.
Tal como eu respeito a tua escolha, quero também que respeites a minha opinião, a minha escolha.
Pois nós dois merecemos respeito.

Autoria: Sandra Mendes

Árvore vs Floresta


Quando insistimos olhar apenas para cada uma das árvores e esquecemos que existe uma floresta!
Se nos focamos apenas nos pormenores das situações, perdemos a visão geral das mesmas.
Se nos focamos apenas no nosso próprio umbigo, perdemos a noção do impacto do nosso comportamento na comunidade.
Se nos focamos apenas nos resultados do nosso trabalho, perdemos a noção de como o nosso trabalho é importante para os resultados da empresa.
Se nos focamos em viver para nós próprios, perdemos a oportunidade de contribuir para mudar o mundo.
O todo é mais do que a soma das partes.
Um dia vamos ter de olhar para a floresta e não apenas para cada uma das árvores que nos vão surgindo pelo caminho.

Autoria: Sandra Mendes

A tua diferença é o teu maior triunfo


A tua diferença é o teu maior triunfo.

quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

Neste momento, o que estás a fazer para isto?


"O conhecimento é uma ferramenta. Como todas as ferramentas, o seu impacto está nas mãos de quem o usa."
Dan Brown

Uns têm talento e conhecimento, mas têm dificuldades no relacionamento interpessoal, nas capacidades de trabalho.
Outros têm excelentes capacidades de relacionamento interpessoal, resiliência, resistência à frustração, mas são incompetentes, falta-lhe o conhecimento técnico.
Os conhecimentos técnicos são colmatados através da formação profissional.
Mas as soft skills, tais como saber estar ou saber ser, são adquiridas através de outras fontes, passando pelos valores e pela educação transmitida pelos pais, pela identificação e reprodução dos comportamentos dos seus ídolos ou heróis, pelas experiências vividas durante a vida, pela perceção e interpretação de todas essas vivências pelo indivíduo.
A escola não se pode substituir aos pais, nem estes se podem demitir do seu papel. Deve ser um trabalho de parceria, de interdependência, resultando numa relação win-win.
Neste momento, o que estás a fazer para isto?

Autoria: Sandra Mendes

terça-feira, 29 de novembro de 2016

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Que seca!!! Será que um hiperativo se sente assim?


Quando estás numa sala de aula ou de formação ou seminário e o que  ouves do interlocutor, não é nada de novo ou não te interessa.
Só apetece mexer-nos na cadeira. Não há nenhuma boa posição. Dói as costas, as pernas, os braços, a cabeça pesa, os olhos teimam em fechar.
Qualquer coisa serve para nos distrair, um barulho, um cheiro, um telemóvel...
Esta situação só pode causar desilusão, frustração. Só apetece fugir, sair daqui. E quando não podemos sair, só apetece gritar: "que seca!" ou "porque não te calas!" Será que um hiperativo se sente assim?

Autoria: Sandra Mendes

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Amor verdadeiro


"O amor verdadeiro não depende de encontrar a pessoa perfeita para amar, mas de aprender a amar e a aceitar alguém apesar de todas as suas imperfeições."
Autor desconhecido

sábado, 19 de novembro de 2016

Qual a diferença entre democracia e ditadura?



"Qual a diferença entre democracia e ditadura? 
Na democracia, eu mando em ti. Na ditadura, tu mandas em mim."

João Rafael Koehler, no programa de televisão Shark Tank Portugal

Somos aquilo que amamos


Tudo o que amamos profundamente, converte-se em parte de nós mesmos.
Helen Keller

Atitudes


As atitudes mostram o carácter de uma pessoa.

São as atitudes que determinam o valor de cada um.

É pelos frutos que se conhece a árvore.

As nossas atitudes revelam quem somos. 

domingo, 13 de novembro de 2016

sábado, 12 de novembro de 2016

Comer saudável


"Que a comida seja o teu alimento e que o alimento seja o teu remédio." 
Hipócrates

O que é, é!


Para quê preocuparmos-nos com uma coisa que ainda não sabemos se vai acontecer!
As pessoas que gostam de controlar tudo ou que são inseguras sofrem muitas vezes por antecipação. Ocupam o seu tempo presente com potencialidades do futuro que podem nunca acontecer, por razões alheias ao próprio ou porque estiveram tão ocupados com o futuro que deixaram de viver o presente e construir o futuro.
Mas é ainda mais complicado, quando no meio das suas preocupações, estas pessoas envolvem terceiros, prejudicando a qualidade de vida de todos os envolvidos.
Assim, só nos devemos preocupar com factos, situações que aconteceram mesmo e que agora temos de tomar uma ação para resolver as consequências. Isso não quer dizer que não possamos ser proativos no desenvolvimento dos acontecimentos. Mas se o resultado dos acontecimentos não depende de nós, devemos estar atentos ao desenvolvimento dos mesmos e ter calma para não agir por impulso.

Autoria: Sandra Mendes

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Uma pequena visita a um mapa astral


Planeta Saturno Leão na 7ª Casa no mapa astral:
A pessoa é aconselhada a refletir sobre a razão pela qual ela atraiu estas qualidades específicas noutra pessoa. O que é que a outra pessoa está "vivendo" por mim?
A pessoa é convidada a vencer medos relacionados com a afirmação da sua identidade numa relação.

Planeta Sol Gémeos na 4ª Casa no mapa astral:
Descobrir e afirmar a sua identidade. Quem sou eu? Sou uma réplica da minha família ou um elemento extraterrestre da minha família?
A pessoa é convidada a viver na dualidade entre a sua própria identidade e a identidade da sua família. É convidada a distinguir a sua identidade individual como separada do ambiente familiar sem negar que faz parte da família.

Planeta Júpiter Gémeos na 5ª Casa no mapa astral:
A criatividade é uma réplica da própria criação divina. Em outras palavras, sendo criativos, nós podemos encontrar Deus em nós mesmos.
A pessoa é convidada a auto-expressar-se criativamente, na conjugação de elementos antagónicos (racional vs criativo; mente vs emocional).

Nodo Norte Balança na 9ª Casa no mapa astral:
A pessoa é aconselhada a cooperar nas relações, a ter fé no parceiro, a viver relações equilibradas e harmoniosas, mantendo a sua identidade própria e independente da relação. É aconselhada a ver as relações à luz de uma perspectiva superior.
A pessoa vem aprender a cooperar sem perder a identidade, bem como  aprender a ganhar sabedoria sem perder a simplicidade e humildade.

Planeta Neptuno Sagitário na 11ª Casa no mapa astral:
A pessoa pode perseguir as metas utópicas ou ireais ou impossíveis de alcançar. Ao nos confrontarmos com a desilusão na casa de Netuno, nos tornamos conscientes das nossas limitações, recordando-nos de que existe algo maior do que nós, que comanda a vida.
A pessoa é aconselhada a servir causas sociais ou humanitárias ou amizades, como uma autêntica maneira de dar sentido à vida.

Planeta Plutão Balança na 8ª Casa no mapa astral:
Algumas pessoas dominam maravilhosamente e dirigem com grande habilidade a energia da sua libido em realizações impressionantes. Winston Churchill, Leonardo da Vinci, Galileu e Bismarck - todos homens de excepcional força e competência - nasceram com Plutão na casa 8. Este posicionamento também mostra tremenda força e recursos em crises, bem como a resistência de liderar outras pessoas em tempos difíceis. Além de reorientarem o uso da força nos níveis físico, mental, social, emocional ou espiritual, eles possuem a habilidade de alterar drasticamente a vida daqueles com quem têm contato.
A pessoa é aconselhada a dominar, controlar, equilbrar os seus instintos, impulsos, comportamentos agressivos nas relações.

Planeta Úrano Escorpião na 9ª Casa no mapa astral:
A pessoa é aconselhada a transformar ideias, intuições, visões em sistemas de crenças filosóficos ou religiosos inovadores, em sistemas educativos progressivos.

Planeta Lua Caranguejo na 7ª Casa no mapa astral:
Facilidade em perceber os sentimentos das outras pessoas. A sua presença transmite paz e segurança nas suas relações. Pode liderar multidões.
A pessoa é aconselhada a viver as suas emoções de uma forma carinhosa e segura nas suas relações.

Quiron Touro na 3ª Casa no mapa astral:
Tem o dom de incentivar a concretização dos dotes criativos dos outros, sem sentir inveja. Tem o dom de expressar os sentimentos e as emoções através da palavra e de exprimir com clareza assuntos controversos e experiências de outras dimensões.
Quíron em Touro na Casa 3 tende a falar lentamente, e o seu assunto é sempre sobre dinheiro.
Quando Quíron está em bom aspecto a Mercúrio, aumenta a capacidade de comunicar e de ensinar. Porém, em muitos casos, a pessoa acha que fala ou se expressa muito bem e na verdade ninguém compreende a sua linha de raciocínio ou a sua fala.
A pessoa é aconselhada a curar as suas feridas físicas, do corpo, de autoestima, de falta de se atribuir valor, de alimentação, de criatividade, falando ou escrevendo sobre elas.

Planeta Mercúrio Touro na 3ª Casa no mapa astral:
A pessoa é aconselhada a falar sobre os aspectos físicos, práticos, concretos e reais das situações.

Planeta Vénus Carneiro na 3ª Casa no mapa astral:
Falta de amor na sua comunicação.
A pessoa é aconselhada a amar-se a si própria, a valorizar-se e a falar sobre isso.

Planeta Marte Carneiro na 3ª Casa no mapa astral:
Impulsiva e agressiva na sua forma de falar. Espírito líder na sua comunicação.
A pessoa é aconselhada a falar energetica e apaixonadamente.

Lilith Gémeos na 4ª Casa no mapa astral:
A pessoa é aconselhada a aceitar e a conjugar as dualidades, as contradições, os elementos antagónicos existentes na sua família, na sua história pessoal, bem como a educação e a formação que recebeu.

Roda da Fortuna Peixes na 2ª Casa no mapa astral:
A pessoa é aconselhada a servir segundo os seus valores.



quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Como lidar com pessoas mimadas


Eu quero porque quero!

Situação:
Lidar com pessoas mimadas pode ser desgastante.
As pessoas mimadas pedem favores e coisas às outras pessoas como se elas tiverem um direito adquirido sobre essas coisas, sem preocupação pelos sentimentos da outra pessoa.
Exigem, exigem, querem receber porque sentem que tem esse direito.
E se a outra pessoa não dá aquilo que querem ou se não dão aquilo de que estão à espera ou se não dão aquilo que vá de encontro com as suas expectativas, as pessoas mimadas fazem birra, choram, lamentam-se, fazem biquinho, batem o pé, esperneiam, imploram, ficam magoados, deixam de falar com a pessoa que não lhe deu aquilo que queriam ou fazem-se de vítimas.

Solução:
Temos que impor limites. Saber dizer "não". Não ceder a chantagens emocionais.
Se a pessoa mimada tentar fazer mal a si própria, chame um médico ou peça ajuda profissional. Caso contrário, não se sinta culpada pelo comportamento da pessoa mimada. Deixe-a viver as consequências dos seus comportamentos manipuladores, mesmo que isso faça sofrer a pessoa mimada.
Não tenha medo de ser rejeitada. Tolere a rejeição, mostre-lhe que a pessoa mimada não a pode controlar com reclamações e choros.
Sentir-se excessivamente mal e perturbado por causa dos problemas dos outros é neurótico.
Importarmos-nos com as outras pessoas, sentirmos por elas, mostrarmos compaixão. Entretanto, isso não significa que precisamos sofrer junto com elas e no mesmo grau de intensidade. Não ajudamos as pessoas quando ficamos perturbados a ponto de também estarmos em um estágio de confusão emocional. Se sente muita pena dessa pessoa ou sofre junto com ela, vai recuar e, então, perpetuar o mesmo comportamento imaturo que ela teve a vida inteira. Quando controlar a sua culpa, a sua  pena pelos outros e o medo de ser rejeitado, então poderá ser realmente uma pessoa amorosa com as pessoas mimadas.
As pessoas mimadas precisam de ajuda e de alguém com a cabeça no lugar, não de alguém que ceda aos seus caprichos e loucuras porque foi exatamente assim que essas pessoas ficaram do jeito que são.

Nunca se esqueça que recebemos o comportamento que toleramos.

Fonte: Texto inspirado em textos da internet

domingo, 16 de outubro de 2016

Obrigada meu Deus!


Obrigada meu Deus por tudo o que tenho e sou.
"A vida nem sempre te dá o que pedes, mas dá-te sempre aquilo de que precisas".
Texto extraído do livro "O Monge que vendeu o seu Ferrari" de Robin Sharma

sábado, 15 de outubro de 2016

Porque trabalhas?


"Na mão que oferece rosas resta sempre um resquício do perfume das flores".
Provérbio chinês

O significado é evidente: se trabalhares para melhorar a vida das outras pessoas, indiretamente melhoras também a tua. Se praticares diariamente atos fortuitos de bondade, a tua própria vida tornar-se-á muito mais rica e significativa. Para cultivares a sacralidade e santidade de cada dia, serve os outros, não importa como.

Texto extraído do livro "O Monge que vendeu o seu Ferrari" de Robin Sharma

Sê arquiteto do teu futuro


Age como se o fracasso fosse uma coisa impossível e terás o êxito garantido.
Apaga todo e qualquer pensamento negativo de que não vais conseguir alcançar os teus objetivos, sejam eles materiais ou espirituais.
Sê corajoso e não imponhas limites à tua imaginação.
Nunca sejas prisioneiro do teu passado.
Torna-te o arquiteto do teu futuro.
Nunca mais serás o mesmo.

Texto extraído do livro "O Monge que vendeu o seu Ferrari" de Robin Sharma

Quem és tu?


"Não somos seres humanos a viverem uma experiência espiritual. Somos seres espirituais a viverem uma experiência humana."
Provérbio indiano

sexta-feira, 7 de outubro de 2016

quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Quando as pessoas não sabem o que querem!


Quando as pessoas não sabem o que querem!
Quando as pessoas muito escolhem e pouco abarcam!
Quem tudo quer, tudo perde!
Tentamos controlar tanto o resultado, que perdemos os milagres e as maravilhas da vida.
Saber escolher, é uma virtude.
Tomar uma decisão implica recolher informações e tomar a decisão tendo em conta objectivos preestabelecidos.
Se não sabemos o que queremos, qualquer decisão é boa. Se não sabemos para onde queremos ir, todos os caminhos são bons.
Por isso é importante estabelecermos objetivos, metas e prioridades na nossa vida, e depois tomarmos decisões de acordo com eles, e posteriormente agirmos em consonância.
Deixar fluir, confia no universo e a vida será mais rica em significativas, maravilhosas e milagrosas experiências.

Autoria: Sandra Mendes

terça-feira, 4 de outubro de 2016

Cada dia é um bico de obra


Manhã na minha ruela, sol pela janela
O senhor jeitoso dá tréguas ao berbequim

O galo descansa, ri-se a criança
Hoje não há birras, a tudo diz que sim

O casal em guerra do segundo andar
Fez as pazes, está lá fora a namorar

Cada dia é um bico d’obra
Uma carga de trabalhos faz-nos falta renovar
Baterias, há razões de sobra
Para celebrarmos hoje com um fado que se empolga
É dia de folga!

Sem pressa de ar invencível, saia, saltos, rímel
Vou descer à rua, pode o trânsito parar

O guarda desfruta, a fiscal não multa
Passo e o turista, faz por não atrapalhar

Dona laura hoje vai ler o jornal
Na cozinha está o esposo de avental

Cada dia é um bico d’obra
Uma carga de trabalhos, faz-nos falta renovar
Baterias, há razões de sobra
Para celebrarmos hoje com um fado que se empolga
É dia de folga!

Folga de ser-se quem se é
E de fazer tudo porque tem que ser
Folga para ao menos uma vez
A vida ser como nos apetecer

Cada dia é um bico d’obra
Uma carga de trabalhos, faz-nos falta renovar
Baterias, há razões de sobra
Para a tristeza ir de volta e o fado celebrar

Cada dia é um bico d’obra
Uma carga de trabalhos, faz-nos falta renovar
Baterias, há razões de sobra
Para celebrarmos hoje com um fado que se empolga
É dia de folga

Este é o fado que se empolga
No dia de folga!
No dia de folga!

Letra da música: "Dia de Folga".
Interpretação de Ana Moura.

domingo, 2 de outubro de 2016

Qual é a tua paixão?



"Somos formados e moldados por aquilo que amamos."
Goethe


Descobre o que te apaixona na vida e faz isso a tua maior prioridade.

Quem somos?


Quando emigramos para outro país, sentimos mais necessidade de afirmar a nossa identidade.
Quem somos? O que nos define? O que nos distingue dos outros?

Dicas para uma entrevista de emprego?


Tu não és o teu currículo.
Tu não és as empresas em que tu trabalhas.
Tu não és o salário que ganhas.
Tu és o que vives.
As pessoas que tu conheces.
As pessoas que tu amas.
Os livros que tu lês.
As músicas que tu ouves.
Os cheiros que tu sentes.
Os sabores que tu saboreias.
Os lugares que tu visitas.
As experiências que tu sentes.
Tu és o que pensas.
Os pensamentos que tens.
As crenças que acreditas.
As atitudes que assumes.

Texto inspirado no artigo do site Conti outra.

sábado, 1 de outubro de 2016

Para onde vais?


"O objetivo da vida é uma vida com objetivos."
Texto extraído do livro "O Monge que vendeu o seu Ferrari" de Robin Sharma

Viver em simplicidade


"A verdadeira generosidade para com o futuro consiste em entregar tudo ao presente".

Texto extraído do livro "O Monge que vendeu o seu Ferrari" de Robin Sharma

O que procuras na vida?


O segredo da felicidade é simples: descobre o que é que realmente gostas de fazer e, depois, canaliza toda a tua energia nessa direção.

Texto extraído do livro "O Monge que vendeu o seu Ferrari" de Robin Sharma

sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Ser assertivo


É preciso ter muita lata!
Como se diz, pedir não custa e o "não" está garantido.
Mas há pessoas que pedem coisas sem a mínima consideração pelo tempo do outro.
Testam os nossos limites.
É um abuso. É uma falta de respeito.
E quando impomos limites e defendemos os nossos direitos, é como se estivemos a ser injustos com a outra pessoa.
As pessoas iludem-se, criam expectativas desajustadas à realidade. Esperam que nós temos de fazer o que elas querem e quando elas querem.
É difícil ser assertivo com pessoas abusadoras.
É preciso muita calma e paciência para transmitir à outra pessoa até onde podemos e devemos ir. Ela tem de aprender a lidar e a viver com a frustração.

Autoria: Sandra Mendes

terça-feira, 27 de setembro de 2016

Respect yourself


"As nossas recompensas na vida 
serão sempre na proporção da consideração que mostramos pelos outros."
Conde Nightingale

sábado, 24 de setembro de 2016

Qual o segredo para lidar com o stress?


Qual o segredo para lidar com o stress?
Confira a lista completa a seguir...
1. Acorde 15 minutos antes
2. Prepare a manhã seguinte na noite anterior
3. Evite roupas apertadas
4. Evite a dependência química
5. Defina os próximos compromissos com antecedência
6. Não confie na sua memória... anote tudo
7. Pratique manutenção preventiva
8. Faça cópias das chaves
9. Diga “não” com mais frequência
10. Defina as prioridades na vida
11. Evite pessoas negativas
12. Use o tempo com sabedoria
13. Simplifique o horário das refeições
14. Tenha sempre cópias de documentos importantes
15. Antecipe as suas necessidades
16. Conserte tudo o que não funciona direito
17. Peça ajuda para as coisas que você não gosta de fazer
18. Divida as grandes tarefas em objetivos menores
19. Encare os problemas como desafios
20. Olhe para os desafios de maneira diferente
21. Organize a sua vida
22. Sorria
23. Esteja preparado para a chuva
24. Faça cócegas num bebê
25. Acaricie um cão/gato amigável
26. Não saiba as respostas a tudo
27. Veja o lado bom
28. Diga algo bom para alguém
29. Ensine uma criança a empinar pipa
30. Ande na chuva
31. Organize um tempo para se divertir todos os dias
32. Tome um banho de espuma
33. Tenha consciência das suas decisões
34. Acredite em si mesmo
35. Pare de dizer coisas negativas para si mesma
36. Visualize a sua vitória
37. Trabalhe o seu senso de humor
38. Pare de pensar que amanhã será um “hoje” melhor
39. Defina as suas metas pessoais
40. Dance algo animado
41. Diga “Oi” para um estranho
42. Peça um abraço para um amigo
43. Olhe para as estrelas
44. Respire devagar
45. Aprenda a assobiar uma música
46. Leia um poema
47. Ouça uma sinfonia
48. Assista a um balé
49. Leia um livro enrolado na cama
50. Faça algo novo
51. Pare com um hábito ruim
52. Compre uma flor para si mesma
53. Tire um tempo para cheirar as flores
54. Peça ajuda
55. Peça que alguém seja o seu ombro amigo
56. Faça hoje
57. Procure ser animado e otimista
58. Coloque a segurança em primeiro lugar
59. Faça tudo moderadamente
60. Preste atenção na sua aparência
61. Busque excelência, não perfeição
62. Aumente os seus limites um pouco a cada dia
63. Admire uma obra de arte
64. Cantarole uma música
65. Controle o seu peso
66. Plante uma árvore
67. Alimente os pássaros
68. Seja graciosa sob pressão
69. Levante-se e alongue-se
70. Tenha sempre um plano B
71. Aprenda a desenhar algo novo
72. Memorize uma piada
73. Seja responsável pelos seus sentimentos
74. Aprenda a cuidar das próprias necessidades
75. Torne-se um ouvinte melhor
76. Conheça os seus limites e deixe que os outros os conheçam também
77. Deseje bom dia a alguém na língua do “p”
78. Atire um aviãozinho de papel
79. Faça exercícios todos os dias
80. Aprenda a letra de uma nova música
81. Chegue cedo ao trabalho
82. Limpe o seu armário
83. Brinque de “adoletá” com uma criança
84. Faça um piquenique
85. Faça um trajeto diferente para o trabalho
86. Saia mais cedo do trabalho (com permissão)
87. Coloque um purificador de ar no carro
88. Veja um filme com pipoca
89. Escreva algo para um amigo que mora longe
90. Vá a um jogo de futebol e torça
91. Cozinhe uma refeição e coma à luz das velas
92. Reconheça a importância do amor incondicional
93. Lembre-se de que o stress é uma atitude
94. Tenha um diário
95. Faça uma careta
96. Lembre-se de que você tem sempre opções
97. Tenha uma rede de suporte de pessoas, coisas e lugares
98. Desista de tentar mudar os outros
99. Durma o suficiente
100. Fale menos e ouça mais
101. Elogie os outros livremente

Para finalizar, mais uma dica:
"Relaxe, viva cada dia de cada vez... Você tem o resto da sua vida para viver”.

Brett Phillips, psicólogo californiano

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Toca a mexer


Esta semana descobri que os intestinos produzem entre 80% a 90% de serotonina, a hormona do bom humor.
Descobri também que fazer exercício físico ajuda a que os intestinos funcionem melhor e por sua vez a produzir serotonina, bem como estimula a produção de endorfinas, hormonas da felicidade.
Por isso, toca a fazer exercício físico! Toca a tirar esse rabo do sofá!

A culpa não é minha!


A culpa não é minha!
A culpa é do outro: do João, da Maria, do cão, do periquito, do tempo, da empresa, do país ou da Crise. Não é minha!
Enfim, a culpa nunca morre solteira. Senão assumirmos a responsabilidade pelas circunstâncias, em que estamos inseridos e que estamos vivendo, seremos sempre eternas vítimas.
O primeiro passo para mudarmos a nossa vida é assumirmos o nosso poder interno. Podemos não conseguir mudar o outro, mas podemos mudar a nossa atitude face aos acontecimentos.
Podemos escolher ver o copo meio cheio, ou o copo meio vazio.
E tu, como vais reagir?

Autoria: Sandra Mendes